quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Deficiência Visual: tecnologias e produtos de apoio

Antes de iniciar o tema supracitado, gostava de esclarecer-vos sobre a deficiência visual. Mas o que é a deficiência visual? "A Deficiência Visual é um dano do Sistema Visual na sua globalidade ou parcialmente, podendo variar quanto às suas causas (traumatismo, doença, malformação, deficiente nutrição) e/ou natureza (congénita, adquirida, hereditária) e traduz-se numa redução ou numa perda de capacidade para realizar tarefas visuais (ler, reconhecer rostos)." (in ACAPO)

A Deficiência Visual é classificada de duas formas: cegueira e baixa visão.

Após esta breve explicação, passo a mostrar-vos as tecnologias e produtos de apoio existentes que facilitam o dia-a-dia de quem tem deficiência visual. Para quem não tem esse tipo de deficiência, a sua rotina é simples, sem grandes obstáculos. Mas isso não acontece com todos.

Aqui estão:

  • Braile - inventado por Luís Braile, caracteriza-se por sem um processo de escrita em relevo para uma leitura táctil, composta por 63 sinais, formados por pontos.
  • Programas de leitura de ecrã - é um software que se caracteriza por ler ao utilizador o que está no ecrã. Alguns programas: NVDA; Jaws...
  • Sintetizadores de voz - Vozes que fazem a leitura do que está no ecrã. Algumas das vozes que podemos encontrar são: "Eusébio", "Amália", "Joana", "Eloquence"...Cliquem nas seguintes palavras e serão levados a diferentes programas: Balabolka; Slidetalk; Wordflashreader; Natural Reader 11; iSpeech; Power Talk for Powerpoint; Drawing Voice; eSpeak; Free Speech 2000; DSpeech; yRead, entre outros.

  • Programas de ampliação - ampliam o que está no ecrã (textos e imagens). Deixo-vos, aqui, alguns programas (cliquem e explorem os programas):Lente de aumento do Windows; Zoomit; MAGic; Virtual Magnifying Glass PortableOrca; Lightening Express; Zoomtext; Magical Glass; DesktopZoom; Zzoom. 
  • Lupas manuais - facilita a leitura e visualização de imagens

  • Lupas eletrónicas - o mesmo conceito da lupa manual
  • Bengala branca - um dos principais meios de acessiblidade. Promove a independência e a segurança no dia-a-dia da pessoa com deficiência visual.
  • Cão-guia - cão treinado para guiar pessoas com deficiência visual e auxiliá-los nas tarefas diárias 
  • Régua para assinar -apoiam na assinatura ou na escrita na posição correta
  • Relógios falantes - fala as horas pressionando um botão, ou sendo programado para o efeito
  • Relógios em Braille - através do tato, conseguem saber as horas


terça-feira, 12 de novembro de 2013

Deficiência Auditiva: Tecnologias e ferramentas de apoio

Para muitos de nós é muito simples o dia-a-dia: acordar, ir trabalhar, estudar, andar... e ouvir. Mas para uma parte da população, isto não é tão simples. E porquê? Porque têm uma deficiência auditiva. 

Neste post, apenas me vou centrar nas tecnologias existentes que facilitam a vida a este grupo.

Fiz uma pesquisa e encontrei o seguinte:

  • telefone com marcação por voz: 
  • campainha luminosa:
     
     
  • Relógio despertador vibratório: 
     
  •  Relógio vibratório:



  • Telefones amplificados:

  •  Telefone de texto (surdos): 
  •  Telefone de texto (surdos) portátil:



quinta-feira, 7 de novembro de 2013

"Não sou uma questão administrativa"

Desde o passado mês, muitas são as mensagens que o ministro de Educação e Ciência recebe de crianças com NEE.

Estas mensagens, vêm acompanhadas de uma fotografia.

Servem como um alerta, pois está a fazer-se um corte enorme na Educação, nomeadamente na Educação Especial. Como se pode ler no artigo: "Há menos professores de Educação Especial nas escolas apesar de haver mais crianças com NEE, por causa do alargamento da escolaridade obrigatória; muitos docentes chegaram às escolas com atraso ou ainda não foram colocados; os funcionários não docentes são em número insuficiente; a contratação de técnicos de terapia da fala ou de fisioterapia só agora foi autorizada; as turmas são maiores do que a lei permite e as crianças são empurradas para actividades específicas, afastadas do ensino regular" (David Rodrigues)

Podem ler o artigo na integra aqui (in Publico)

Deixo-vos, algumas imagens...

 


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Centro de Recursos TIC para a Educação Especial

Deixo-vos este vídeo, datado do ano letivo 2007/ 2008, no qual podem ver os testemunhos de dois professores sobre as atividades que desenvolvem nos seus respetivos Centros de Recursos TIC para a Educação Especial, a saber: Dr. Alda Lopes, CRTIC para a Educação Especial de Viana do Castelo; Dr. Paulo Gomes Nunes, CRTIC para a Educação Especial de Santarém

Ambos apresentam casos e os recursos TIC que os alunos utilizam no seu dia-a-dia.

Ficam aqui com o site da área de CRTIC da DGIDC, onde podem ter acesso aos 25 CRTIC para a Educação Especial em todo o país.


sexta-feira, 1 de novembro de 2013

"Imagina"

Há uns meses atrás, mais propriamente no dia 11 de maio do corrente ano, assisti a um seminário "Tecnologia, Inclusão e Acessibilidade", organizado pela Imagina em parceria com o Centro de Competências TIC - Universidade do Minho. Neste seminário fiquei a conhecer vários softwares que ajudam pessoas com necessidades especiais a comunicar. Fiquei maravilhada! São mesmo interessantes e aconselho-vos a dar uma olhadela.

Chamo-vos, também, a atenção para o seguinte: irão decorrer formações on-line, organizadas pelo centro de formação supracitado, a saber:

Atenção: estas formações iniciam agora, em novembro!